Campanha de campo localiza pato-mergulhão na Serra da Canastra

 

25/07/2019

Um casal de pato-mergulhão foi avistado pelos pesquisadores do projeto Pato Aqui, Água Acolá, patrocinado pela Petrobras, no município de Delfinópolis, Minas Gerais. A espécie, uma das aves aquáticas mais raras e ameaçadas do Brasil, foi observada pelos pesquisadores durante expedição na porção sul do Parque Nacional da Serra da Canastra. “Esse avistamento é muito importante e permitiu comprovar que o pato-mergulhão permanece no mesmo trecho de rio, 10 anos após o último levantamento”, esclarece Flávia Ribeiro, bióloga do projeto.

Entre os dias 16 e 18 de julho, a equipe percorreu cursos d’água da região para investigar o potencial de ocorrência do pato-mergulhão e atualizar registros da espécie obtidos há mais de uma década na região. A região sul do Parque possui um grande número de cursos d’água em bom estado de conservação, o que permite abrigar parte da população de pato-mergulhão encontrada na Serra da Canastra.

 biologico jul 3         biologico jul 6         biologico jul 13