Notícias

 

decisao consciente

Instituto Terra Brasilis lança Campanha Decisão Consciente

A ação é voltada para profissionais dos setores público e privado, que participam de decisões referentes a atividades impactantes ao meio ambiente

O Instituto Terra Brasilis, como parte do projeto Pato Aqui, Água Acolá, patrocinado pela Petrobras, lança a campanha Decisão Consciente, que busca sensibilizar profissionais de instituições responsáveis por licenciamentos ambientais, por autorizações de obras, do setor turístico ou de qualquer outra atividade potencialmente impactante ao meio ambiente, que possam ameaçar a boa qualidade da água, e consequentemente o hábitat do pato-mergulhão, uma das dez aves aquáticas mais ameaçadas de extinção no mundo. Com foco na Serra da Canastra, a ação contará com palestras e reuniões, além da distribuição de materiais informativos, de um vídeo sobre o pato-mergulhão e ações que são desenvolvidas para sua conservação e um DVD com uma seleção das principais leis ambientais brasileiras.

Segundo a presidente do Instituto Terra Brasilis, Sônia Rigueira, a campanha é voltada para empresários, políticos, conselhos de meio ambiente, bem como outros setores da economia, como o de Turismo, que de alguma forma, possam participar ou desenvolver atividades que impactem o meio ambiente. A maior ameaça ao pato-mergulhão é proveniente da destruição de seu hábitat, que são rios de águas limpas, com corredeiras e vegetação em suas margens, por isso é fundamental que estes tomadores de decisão, dos mais variadas setores, estejam bem informados quanto à espécie e as principais ameaças à sua conservação.

“O pato-mergulhão é uma ave aquática rara, ameaçada de extinção e que tem na Serra da Canastra um dos últimos refúgios no planeta. Por ser muito sensível à degradação do meio em que vive, a alteração de seu habitat pode fazer com que a espécie desapareça para sempre”, explica Sônia.

Programa Pato-Mergulhão

Desde 2001, o Instituto Terra Brasilis desenvolve inúmeras ações para garantir a conservação da espécie na região, baseadas em três eixos:

• Pesquisa científica e monitoramento – cujo objetivo é conhecer melhor a biologia da espécie, bem como suas áreas de ocorrência, aspectos comportamentais, reprodutivos, dentre outros, que possam subsidiar ações de manejo e conservação.

• Educação ambiental e comunicação – diversas ações são desenvolvidas para públicos diferentes (escolar, produtores rurais e setor turístico, entre outros), apresentando temas relacionados à manutenção do ecossistema, em especial os recursos hídricos, fundamental para a sobrevivência do pato-mergulhão e para a melhoria da qualidade de vida da população em geral.

• Sustentabilidade rural - com o objetivo minimizar as ameaças à sobrevivência da espécie, impactada diretamente pelo assoreamento de rios e poluição, são desenvolvidas ações que promovem melhores práticas de uso da terra pelo produtor rural, como cercamento de nascentes e áreas ciliares, e a adequação ambiental de uma propriedade rural.

Compartilhar

 

decisao consciente

Instituto Terra Brasilis lança Campanha Decisão Consciente

A ação é voltada para profissionais dos setores público e privado, que participam de decisões referentes a atividades impactantes ao meio ambiente

O Instituto Terra Brasilis, como parte do projeto Pato Aqui, Água Acolá, patrocinado pela Petrobras, lança a campanha Decisão Consciente, que busca sensibilizar profissionais de instituições responsáveis por licenciamentos ambientais, por autorizações de obras, do setor turístico ou de qualquer outra atividade potencialmente impactante ao meio ambiente, que possam ameaçar a boa qualidade da água, e consequentemente o hábitat do pato-mergulhão, uma das dez aves aquáticas mais ameaçadas de extinção no mundo. Com foco na Serra da Canastra, a ação contará com palestras e reuniões, além da distribuição de materiais informativos, de um vídeo sobre o pato-mergulhão e ações que são desenvolvidas para sua conservação e um DVD com uma seleção das principais leis ambientais brasileiras.

Segundo a presidente do Instituto Terra Brasilis, Sônia Rigueira, a campanha é voltada para empresários, políticos, conselhos de meio ambiente, bem como outros setores da economia, como o de Turismo, que de alguma forma, possam participar ou desenvolver atividades que impactem o meio ambiente. A maior ameaça ao pato-mergulhão é proveniente da destruição de seu hábitat, que são rios de águas limpas, com corredeiras e vegetação em suas margens, por isso é fundamental que estes tomadores de decisão, dos mais variadas setores, estejam bem informados quanto à espécie e as principais ameaças à sua conservação.

“O pato-mergulhão é uma ave aquática rara, ameaçada de extinção e que tem na Serra da Canastra um dos últimos refúgios no planeta. Por ser muito sensível à degradação do meio em que vive, a alteração de seu habitat pode fazer com que a espécie desapareça para sempre”, explica Sônia.

Programa Pato-Mergulhão

Desde 2001, o Instituto Terra Brasilis desenvolve inúmeras ações para garantir a conservação da espécie na região, baseadas em três eixos:

• Pesquisa científica e monitoramento – cujo objetivo é conhecer melhor a biologia da espécie, bem como suas áreas de ocorrência, aspectos comportamentais, reprodutivos, dentre outros, que possam subsidiar ações de manejo e conservação.

• Educação ambiental e comunicação – diversas ações são desenvolvidas para públicos diferentes (escolar, produtores rurais e setor turístico, entre outros), apresentando temas relacionados à manutenção do ecossistema, em especial os recursos hídricos, fundamental para a sobrevivência do pato-mergulhão e para a melhoria da qualidade de vida da população em geral.

• Sustentabilidade rural - com o objetivo minimizar as ameaças à sobrevivência da espécie, impactada diretamente pelo assoreamento de rios e poluição, são desenvolvidas ações que promovem melhores práticas de uso da terra pelo produtor rural, como cercamento de nascentes e áreas ciliares, e a adequação ambiental de uma propriedade rural.

Compartilhar

 

Christiane e Sonia

3 anos da Ecoteca Digital

Christiane Malheiros, de Minas Gerais, recebeu o seu livro no Terra Brasilis


Nesta sexta-feira, 24 de abril, uma das ganhadoras do sorteio de livros em comemoração aos 3 anos da Ecoteca, Christiane Malheiros, de Nova Lima/MG, recebeu de Sônia Rigueira, presidente do Instituto Terra Brasilis, e de Sônia Carlos, coordenadora da Ecoteca Digital, o livro Mamíferos do Brasil: uma visão artística deTomas Sigrist. Para Christiane, “a Ecoteca Digital é uma iniciativa inovadora para disseminar o conhecimento, disponibilizando um grande acervo, difundindo informação por meio de uma ferramenta de fácil acesso, com a possibilidade de atingir um grande público”.

Compartilhar